O trekking é uma atividade divertida e enriquecedora que nos aproxima da natureza. Contudo, essa mesma natureza é selvagem e precisamos de um bom planejamento para evitar problemas e garantir algum conforto. Por isso compilei minha lista de equipamentos para trekking e hiking.

Por isso, listei aqui o equipamento que usei no último trekking que fiz, a Travessia das Sete Quedas no Parque Nacional da Chapada dos Veadeiros. Foram 36 km em dois dias, curtindo muito as paisagens do cerrado. Em cada dia andamos por volta de 4 horas e fizemos 17 km, sem encontrar ninguém no meio do caminho. Ninguém para pedir ajuda.

Por isso eu prefiro trekking autossuficiente, onde levo todo o equipamento e alimentação. Aqui, não temos espaço para erros. Se esquecer o fogareiro, provavelmente você vai ter comida fria. Acredite: não é muito saborosa. Se não levar um casaco, existe a chance de passar frio de noite.

Vamos começar pelo básico. Uma boa mochila cargueira. Pode ser Deuter, Trilhas e Rumos, Curtlo, Nautika etc. Para um único pernoite, uma mochila cargueira de 50 litros é suficiente. A partir de dois pernoites, use uma de 60-90 litros. E cuidado para não exceder muito no peso. A mochila deve ter por volta de 10% do seu peso corporal e não deve ultrapassar 30%. Eu tenho 80 kg e minha mochila para um pernoite tem 9 kg, sem a água. É bem aceitável.

O peso pode variar um pouco quando acampo com meus filhos, porque acabo levando mais alguma coisinha, entretanto, não deixo ninguém exagerar na carga. Mesmo a mais nova, com 7 anos, tem sua mochilinha e o próprio equipamento, ainda que seja algo lúdico.

escada-indaia

Evite usar mochilas comuns. Elas não foram projetadas para levar cargas pesadas. Talvez até suportem um ou dois trekkings, porém, podem rasgar ou desgastar excessivamente. Não estrague sua mochila do dia a dia com a sobrecarga de um trekking. O ideal é uma cargueira com barrigueira.

trilha-travessia-sete-quedas

Se for um hiking, ou seja, trilha de apenas um dia sem pernoite, exclua os itens desnecessários, como saco de dormir e barraca. Mas sempre leve a lanterna. Nunca se sabe quando a gente terá um contratempo e demorar mais um pouco na trilha. Escurece muito rápido na floresta e pode ser perigoso estar despreparado.

Equipamento básico para trekking e hiking

A lista é dos equipamentos básico que uso para hiking e trekking. Quando não levo algum desses itens me sinto incomodado.

  • Mochila cargueira
  • Lanternas de mão e de cabeça
  • Refil do reservatório de água
  • Garrafa de água
  • Pastilhas de purificação de água
  • Sacos de plástico
  • Paracord
  • Repelente
  • Protetor solar
  • Celular, GPS, mapas e tracklog
  • Fones de ouvido
  • Óculos
  • Documentos pessoais
  • Apito
  • Canivete

Equipamento para pernoite

Se tiver de passar mais de um dia na trilha, eu uso esse complemento. É a parte mais pesada, certamente. Novamente, como é uma lista básica, se algum dos itens faltar eu me incomodo.

  • Barraca
  • Saco de dormir
  • Isolante térmico
  • Mini fogareiro
  • Cartucho de gás
  • Travesseiro inflável
  • Kit compacto de cozinha com talheres e panelas
  • Isqueiro e fósforo

Vestuário

Não me incomodo muito com chuva, mas uma capa não vai te fazer mal. Olhe a previsão de tempo e avalie se vale a pena levar. Acho importante levar uma roupa separada para dormir, para não ter de lavar com frequência o saco de dormir. Isso vai garantir uma vida útil maior. São equipamentos caros e ficar trocando não é barato. Acho até que dá para usar a mesma roupa do trekking por mais de um dia. Quem não acha isso razoável deve levar as mudas de roupa que achar melhor. Mas roupa pesa, principalemnte de algodão. O melhor é usar roupa com tecido sintético.

Sobre o calçado, a dica é usar uma bota específica para trekking. Sim, seu tênis comum vai funcionar, mas, novamente, ele não foi projetado para trilhas. Pedras, rios e lama podem desgastar ou até rasgar seu calçado. Bom, já vi gente fazendo trilha de sandália e biquíni. Vale lembrar que há trilhas com pedras afiadas que podem machucar, sem contar o mato que pode facilmente cortar a pele.

  • Roupa para o trekking
  • Roupa para dormir
  • Chapéu/boné/lenço/bandana
  • Meia de trekking
  • Bota de trekking
  • Sandália
  • Capa de chuva

Utilitários

Esses aqui são opcionais, mas ajudam. Um bastão pode diminuir o desgaste, enquanto que já fui salvo (mais de uma vez) pela silver tape. Hoje diria que o saco estanque nem é tão opcional, porque sempre tem um rio no meio do caminho que insiste em ser atravessado. E molhar a chave do carro é desastroso.

  • Bastão de caminhada
  • Cadeado
  • Silver tape
  • Câmeras fotográficas
  • Carregador, carregador solar ou power bank
  • Benjamim
  • Saco estanque
  • Mosquetões pequenos
  • Livro/tablet/kindle

Kit de primeiros socorros

É como o seguro do carro. Você paga para não usar. E se não tiver, pode se arrepender. Para hikings de um dia eu até posso passar sem eles, mas um trekking ou acampamento com crianças, isso aqui é mais que obrigatório. A lista é bem reduzida, todavia, resolve muitos dos problemas.

  • Tesoura
  • Agulha e linha
  • Gaze
  • Atadura
  • Band-aid
  • Esparadrapo
  • Cotonete
  • Antisséptico
  • Analgésico e relaxante muscular
  • Remédio para diarréia

Kit de higiene

A cada nova trilha a gente vai melhorando a lista. Para a próxima aventura eu vou levar um sabão e lavar a meia de trekking. Isso pode salvar os pés das temidas bolhas. No mais, o acampamento será sua casa. Leve o que você usa regularmente.

  • Pasta/escova de dente
  • Shampoo e condicionador
  • Papel higiênico ou lenços umedecidos
  • Sabonete ou sabão em barra

Alimentação

A alimentação deve ser baseada em carboidrato e proteína, por isso um bom macarrão com atum será sempre bem-vindo. Para trilhas longas, com muitas horas no sol, sugiro o uso de isotônico em pó, que é bem mais barato que o maravilhoso Gatorade. Lembrando que a hidratação e alimentação deve ser feita em intervalos regulares durante a trilha. Nada de comer tudo de uma vez.

Da próxima vez eu pretendo levar um pouco de bacon para o jantar e café da manhã. Talvez não seja a melhor opção, mas um pouco de sabor também não vai matar ninguém… E nunca leve maionese. Acho que é um risco desnecessário.

  • Macarrão
  • Atum
  • Isotônico
  • Castanha, amendoim, nozes, granola etc.
  • Frutas (pode ser desidratada mesmo)
  • Pão integral
  • Pedacinho de salame ou bacon

Arristar na floresta não é uma boa ideia. Trilha não é lugar de inovação. Nada de testar novas comidas ou equipamentos. Teste bem os equipamentos antes, incluindo botas e meias. Nunca vou esquecer a viagem de moto que fiz e levei uma nova luva que não se encaixou direito.

Para quem ainda não conhece, use o Wikiloc para baixar o tracklog. Tenho a versão paga no celular e é bem legal, vale a pena. Para conhecer algumas trilhas aqui perto de Brasília acesse o Trilhas Perdidas e o Trekking Brasília. Ótimos pontos de início.

Outro bom software para usar é o OruxMaps porque tem um modo off-line. Lembre-se de não contar com o sinal de celular na maioria das trilhas. Baixe todos os mapas e recursos antes de sair para o mato. E teste antes. Aliás, na trilha deixe o celular sempre em off-line. Caso contrário a bateria vai se esgotar rapidamente.

Depois de colocar tudo na mochila, é só curtir o visual.

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *

You may use these HTML tags and attributes:

<a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>